Exposição Negras Mães e coral celebram Dia da África em Curitiba

Na Prefeitura de Curitiba está sendo celebrado o Dia Mundial da África, comemorado nesta terça-feira (25), com a exposição fotográfica Negras Mães no hall de entrada do Palácio 29 de Março, onde fica até sexta-feira (27).

A abertura da mostra contou com apresentação do coral Grupo Som, formado por estudantes da Escola Municipal Heitor Alencar Furtado, da CIC. A performance se baseia no cancioneiro africano.

As ações são da Assessoria de Promoção e Igualdade Racial da Prefeitura em parceria com a Coordenadoria da Equidade, Famílias e Rede de Proteção (Cefar), da Secretaria Municipal da Educação.

A exposição é um projeto idealizado pelas fotógrafas Cris Camargo e Ize Cavalheiro focado em ressaltar a representatividade das mulheres negras, neste caso, especialmente na fase da gestação.

Ancestralidade

Segundo a assessora de Promoção e Igualdade Étnico-Racial do município, Marli Teixeira Leite, a celebração enaltece a ancestralidade africana e a maternidade. Ela destaca que o envolvimento das crianças é uma amostra da importância que o município dá para integrar cada vez mais as políticas públicas contra racismo que estão sendo efetivadas na capital.

“O combate ao racismo é responsabilidade de todos, não só da escola e da família, para garantir que as crianças cresçam sem discriminação”, defende Marli.

“A participação das crianças é essencial”, pontua Sandra Mara Piotto, coordenadora do Cefar.

Músicas

Os estudantes que participam do coral já demonstram familiaridade com o repertório composto somente por músicas africanas.

Bernardo Ponciano Mendes, de 8 anos, toca flauta. “A primeira música é minha favorita, o nome é Kokoleoko e é a mais divertida de tocar. Eu fico feliz quando as pessoas ficam animadas de assistir”, diz o menino.

Já Antonia Laureana Arruda, de 9 anos, gosta mais do batuque. “Eu faço parte do coral faz três anos e amo os ritmos. Gostei muito de me apresentar na exposição, eu gosto muito de arte”, afirma.

A professora de música e coordenadora do coral, Elisabete Ricardo Alves, explica a escolha do repertório: “O tema da exposição é a celebração da maternidade e da negritude, então nós escolhemos músicas que nos lembrassem disso. A primeira fala sobre a batalha de ser mãe, a segunda sobre brincadeiras de crianças e a última é uma canção de ninar”, conta.

Serviço

A exposição pode ser conferida no hall da sede da Prefeitura – Palácio 29 de Março, na Avenida Candido de Abreu, 817, Centro Cívico, das 8h às 17 horas, até o dia 27 de maio.

A exposição é itinerante e já foi realizada na Rua da Cidadania Matriz e na Praça Zumbi dos Palmares.

Informações da Prefeitura de Curitiba