Familiares de idoso morto a facadas não acreditam que ele tenha abusado de criança

Os familiares de um idoso, 65 anos, morto a facadas na noite de sábado (29), não acreditam que ele tenha abusado sexualmente de uma criança, de 12 anos.

O crime aconteceu depois que a menina contou para o pai que teria sido estuprada pelo idoso. Revoltado, o pai matou o homem com cinco facadas. O caso foi no bairro Guaíra, em Curitiba.

Conforme informações relatadas no dia, o idoso fazia uma confraternização na casa em que vivia. A menina, que mora perto dele, participava do evento. Em determinado momento da noite ela voltou para casa e disse que havia sido estuprada pelo idoso. Ela também tinha sinais de embriaguez.

Entretanto, as pessoas próximas da vítima não acreditam que ele tenha cometido o abuso. Os familiares garantem que o homem é inocente e estão revoltados com o crime.

O autor das facadas foi preso, mas foi solto na manhã desta segunda-feira (31).