FAS intensifica acolhimento de pessoas em situação de rua a partir desta segunda

Com o avanço de uma frente fria, que provoca instabilidade e vai derrubar as temperaturas nos próximos dias em Curitiba, a Fundação de Ação Social (FAS) volta a reforçar o serviço de abordagem social e acolhimento a pessoas em situação de rua. A ação começa a partir da noite desta segunda-feira (31) e segue até o dia 8 de novembro.

A atividade, que intensifica o trabalho já executado todos os dias da semana, ocorrerá das 18 horas à 1 hora.

O objetivo é sensibilizar as pessoas a aceitarem atendimento e seguirem com as equipes da FAS para as unidades de abrigo do município, onde encontram local para higiene, alimentação e camas quentes.

Neste período, a FAS contará com mais equipes nas dez regionais da cidade para fazer busca ativa, seguindo roteiros onde há maior concentração dessa população, além de atender a solicitações que chegam à Central 156.

Durante as ações intensificadas, as equipes estarão divididas em cinco  macrorregionais que contarão com o apoio dos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas). A partir da 1h, o trabalho volta a ser desenvolvido pela Central de Encaminhamento Social 24h.

“Encerramos a Ação Inverno – Curitiba que Acolhe no último dia 15, mas com a chegada dessa intensa massa de ar frio e úmido, atípica para a época do ano, precisamos reforçar o atendimento às pessoas que estão nas ruas desabrigadas e, com isso, evitar o risco de hipotermia”, explica a diretora de Atenção à População em Situação de Rua da FAS, Grace Kelley Puchetti. 

Para acolhimento a pessoas em situação de rua, a FAS tem 28 unidades, entre elas casas de passagem, hotéis sociais e unidades de acolhimento, que somam 1.332 vagas.

Ajuda pelo 156

Grace pede a ajuda da população para localizar as pessoas desabrigadas. “Quem vir uma pessoa desprotegida, entre em contato com a Central 156, por telefone, site ou pelo aplicativo Curitiba 156. Basta indicar o endereço ou local próximo e uma equipe irá até o local para oferecer atendimento”, explica.

Animais acolhidos   

Além da população de rua, a FAS também transporta e acolhe os animais de estimação com seus tutores. Para isso, mantém em suas Kombis para abordagem social, caixas para animais de até médio porte. Para esses casos, o acolhimento é feito na Praça Solidariedade, complexo de atendimento à população de rua, que possui canis.

Informações da Prefeitura de Curitiba