Feiras das praças Osório e Santos Andrade começam nesta sexta e vão até 23 de dezembro

Curitiba entra no clima de fim de ano com as Feiras Especiais de Natal das praças Osório e Santos Andrade, no Centro. As feiras serão abertas ao público nesta sexta-feira (19). Elas integram a programação do Natal de Curitiba – Luz dos Pinhais, que começa nesta quinta (18), às 19 horas, com a cerimônia de abertura e estreia da decoração do Largo da Ordem. 

As feiras especiais de Natal reúnem variedade de produtos artesanais de decoração, presentes natalinos para moradores e turistas e diversas opções gastronômicas, além de serem uma ótima opção de passeio, em espaço aberto, para toda a família.

Na Praça Osório serão 61 barracas com presépios, guirlandas, brinquedos, lembranças turísticas, acessórios de papelaria, bolsas e objetos decorativos, com centenas de opções de presentes com preços convidativos. Na praça Santos Andrade serão montadas 11 barracas com decoração natalina, artesanato e presentes.

As feiras seguem os protocolos sanitários para conter a pandemia da covid-19. É obrigatório o uso de máscaras, distanciamento e oferta de álcool em gel em todas as barracas

Guloseimas e gastronomia

Também não poderiam faltar bancas de artesanato gastronômico com temática natalina. Haverá panetones, chocotones, bombons, biscoitos natalinos e opções gastronômicas de diversas regiões do Brasil e do mundo, como acarajé, bolinho de bacalhau, pierogi, empanadas chilenas e polpeta. Na Osório serão 24 espaços dedicados à gastronomia e na Santos Andrade, são seis barracas.

Decoração natalina artesanal

Na banquinha de Beatriz de Andrade, na Praça Osório, o que deve atrair os olhares são os anjinhos feitos em miniaturas e os presépios de porta, uma novidade que partiu dos pedidos dos clientes. Há 22 anos neste mercado de produtos feitos à mão, além de artesã, Beatriz é professora de artes e dá cursos de geração de renda, palha de milho e macramês (produtos naturais).

As perspectivas da artesã para as feirinhas de Natal deste ano são altas. Ela conta que cada vez mais o público está valorizando o trabalho manual e apoiando a geração de renda dos pequenos empreendedores, deixando de lado os produtos industrializados. 

Informações da Prefeitura de Curitiba