Férias e turismo triplicam movimento da Rodoviária de Curitiba em julho

Depois de dois anos de restrições por conta da pandemia, o turismo de inverno, o avanço da vacinação e as férias escolares devem movimentar a Rodoferroviária de Curitiba em julho. A previsão é que o volume de embarques mais que triplique em relação ao mesmo período do ano passado.  

São esperados 7,2 mil embarques ao dia, com 315 ônibus, 260% mais do que os 2 mil registrados em julho do ano passado, quando estavam em vigor as restrições por conta da pandemia. O volume também é 20% superior ao movimento verificado em junho, de 6 mil embarques e 260 ônibus/dia.

Com a alta da inflação e dos combustíveis, os turistas também devem viajar mais de ônibus nessas férias. A previsão é que o movimento se intensifique a partir dessa semana, com o início das férias escolares. Os principais destinos são o interior e litoral do Paraná, cidades de São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

“Estamos voltando aos poucos ao normal. As pessoas, com o avanço da vacinação, estão se sentindo mais seguras para viajar, ao mesmo tempo, o aumento do custo de vida faz com que as pessoas optem por viagens de ônibus. O movimento em julho desse ano deve ficar mais próximo do que tínhamos em 2019, antes da pandemia”, diz Élcio dos Anjos, administrador da Rodoviária.

Destino de Inverno

Com a considação de Curitiba como um dos principais destinos de inverno no País, o volume de desembarques também deve crescer em torno de 42% em relação a julho do ano passado (3.850 passageiros/dia). A Rodoviária prevê que 5,5 mil passageiros desembarquem na capital paranaense por dia em julho, com 220 ônibus.

Em relação a junho – 4,7 mil turistas/dia – o aumento é de 17%. Os turistas são principalmente do interior e São Paulo, litoral paranaense, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Informações da Prefeitura de Curitiba