Festa das Crianças no Parque Barigui terá vacinação contra a pólio

Nesta quarta-feira (12), durante a festa no Parque Barigui, das 10 horas às 17 horas, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba vai ofertar a vacina “da gotinha” para as crianças entre 1 e 4 anos.

Os profissionais da SMS no local vão conferir o esquema vacinal pelo aplicativo Saúde Já ou pela carteirinha de vacinação impressa. As crianças que estiverem com o esquema em dia vão receber a Vacina Oral Poliomielite (VOP), a “vacina da gotinha”, ofertada como dose extra de proteção.

Caso na carteira vacinal da criança constem doses em atraso, em vez de dar a “gotinha”, os profissionais vão orientar as famílias a levaram as crianças para atualizar a imunização em uma unidade de saúde em outra data.

A oferta de vacina e orientações sobre a imunização contra a poliomielite na festa das crianças é parte das ações da Semana da Criança e Vacinação da SMS, que disponibiliza aos moradores horários alternativos para que todos possam colocar suas carteiras vacinais em dia.

Nesta semana, nos dias 10, 11, 13 e 14, dez unidades de saúde estendem os horários até às 21 horas para vacinar crianças, adolescentes, adultos e idosos. No sábado (15), Curitiba realiza o Dia D municipal de multivacinação, em que 19 unidades de saúde vão aplicar vacinas entre às 9 horas e 17 horas.

Os horários e locais em que as vacinas são ofertadas podem ser consultados no site Imuniza Já Curitiba.

Além dos horários alternativos nesta Semana da Criança, Curitiba oferta todas as vacinas de rotina (as que estão no Calendário Nacional de Vacinação, do Ministério da Saúde) de segunda a sexta-feira em 107 unidades de Saúde. Os horários de atendimento de cada local também podem ser consultados no site Imuniza Já Curitiba.

Público-alvo

Na campanha de vacinação contra a poliomielite, Curitiba tem chamado todas as crianças com menos de 5 anos para se vacinar.

Para as menores de 1 ano, a orientação é verificar a situação da carteira e atualizar as doses, caso necessário. Nessa faixa etária, a recomendação é que a criança receba três doses da Vacina Inativada Poliomielite (a VIP, injetável), que deve ser feita aos dois, quatro e seis meses de vida.

Os pequenos de 1 a 4 anos que já receberam as três doses da VIP e duas doses de reforço (aos 15 meses e aos 4 anos) com a Vacina Oral Poliomielite (VOP), recebem a uma dose extra da vacina da gotinha.

Para esse público, caso seja verificado no evento desta quarta-feira que ainda falta alguma dessas doses, as equipes de Saúde vão orientar a atualização da carteira vacinal dos curitibinhas em uma unidade de saúde.

Curitiba sem pólio

A SMS tem reforçado as ações de vacinação contra a pólio, visto que é necessário ampliar a cobertura vacinal de rotina (86,7%) e também a cobertura da campanha (46,7%).

A poliomielite, também chamada de pólio ou paralisia infantil, é uma doença infectocontagiosa aguda causada pelo poliovírus. A doença não tem tratamento específico.

A transmissão em crianças e adultos ocorre por contato direto pessoa a pessoa ou pelo do contato direto com fezes ou com secreções eliminadas pela boca das pessoas doentes (ao falar, tossir ou espirrar).

A poliomielite pode causar sequelas graves, como paralisia dos membros (em geral, das pernas), insuficiência respiratória e, em alguns casos, levar à morte. As sequelas estão relacionadas com a infecção da medula e do cérebro e não têm cura.

Informações da Prefeitura de Curitiba