Festival leva projeções visuais à fachada do Paço da Liberdade a partir desta quinta

A fachada do centenário Paço da Liberdade, no centro de Curitiba, vai se transformar em tela para o espetáculo de projeções visuais promovido pelo Festival Internacional de Videomapping (FIV). A atividade começa nesta quinta-feira (25) e vai até sábado (27).

Em sua primeira edição, o evento de projeção mapeada (técnica de projeção capaz de criar imagens em superfícies complexas, como fachadas de edifícios) reúne trabalhos inéditos de artistas de três continentes.

As obras selecionadas pela curadoria do festival serão projetadas no Paço da Liberdade (Praça Generoso Marques, 189) a partir das 20h30 nos dias 25 e 26 de agosto.

Os melhores trabalhos receberão prêmios em dinheiro e softwares de criação visual e ganharão uma nova reprodução no terceiro dia do evento (27 de agosto), também a partir das 20h30.

O evento é totalmente gratuito e aberto ao público. A escolha do Paço da Liberdade foi feita para ampliar o acesso do público a esta técnica de projeção. As exibições também serão transmitidas ao vivo pela internet por meio dos canais do festival no Instagram e no Facebook.

Criações
“O FIV segue um modelo internacional de festivais de mapping que entregam uma fachada aos criadores visuais. A partir daí, a inspiração dos artistas depende de um respeito a esse edifício e de muita inspiração. Cada obra é única e transformará o Paço da Liberdade ao interagir com ele”, afirma o produtor do festival, Rodrigo Alonso.

De acordo com a Diretora Artística do FIV, Gabriela Vernet há obras da Argentina, Coreia do Sul, Espanha e de diversas regiões do Brasil. “Foi possível montar uma programação bem diversa visualmente para dois dias de exibições inéditas e um último dia com os melhores, segundo nosso Júri, que irá avaliar as obras durante as projeções e irá deliberar a programação do dia 27, com anúncio dos vencedores”, afirma.

Oficinas gratuitas
Paralelamente à programação, o FIV promove uma série de oficinas e masterclasses gratuitas com foco em projeção mapeada. Há tanto opções para o videomakers e quanto para o público em geral – como a oficina de “Tagtool para Adolescentes”, no dia 27 de agosto, ministrada por Ygor Marotta para adolescentes de 12 a 14 anos. A partir do dia 23 de agosto, a VJ Bianca Turner abre a oficina “Videomapping para Iniciantes” no Cine Passeio.

Outros cursos e palestras, apresentados por nomes de referência em videomapping, passarão por temas como interação entre som e imagem, uso de projeção mapeada em diferentes expressões artísticas e intervenção urbana. Há opções presenciais e online. A programação completa, com informações sobre requisitos para as oficinas e formulários de inscrição, está disponível no site do festival.