Jornalista Sandro Dalpícolo vai receber a Cidadania Honorária de Curitiba

A Câmara Municipal de Curitiba (CMC) decidiu, nesta terça-feira (7), homenagear Sandro Dalpícolo pela sua trajetória profissional no jornalismo do Paraná. Ele receberá do Legislativo o título de Cidadão Honorário de Curitiba, que é a maior homenagem que a CMC pode conceder a uma pessoa nascida fora da capital do Paraná.

Natural de Ribeirão Preto (SP), Sandro Dalpícolo cursou Jornalismo na Universidade Estadual de Londrina (UEL) e se mudou para Curitiba nos anos de 1990. “É um dos mais experientes profissionais da tevê paranaense, com 36 anos como repórter, muitos como âncora na RPC”, justificou Sidnei Toaldo (Patriota), autor da homenagem.

O vereador Sidnei Toaldo destacou trabalhos premiados de Sandro Dalpícolo e elogiou o reconhecimento do profissional, que em 2019 foi chamado a apresentar o Jornal Nacional, da Rede Globo, que é o telejornal mais relevante do Brasil há décadas. “É um conceituado profissional, que merece [a homenagem da CMC]”, disse o parlamentar.

Em março deste ano, Dalpícolo assumiu o SBT Notícias Paraná, da Rede Massa. “Lembro quando ele cobria a CMC, com muita ética. Na troca de empresa leva esse profissionalismo [consigo]”, elogiou Serginho do Posto (União).

“Nós nos conhecemos há muitas décadas e, sim, [Sandro Dalpícolo] é um dos melhores profissionais do Brasil. Todos os elogios são merecidos, mas o fundamental nele é a humildade, que nunca deixou a fama subir à cabeça e continua sendo a mesma pessoa que eu conheci”, afirmou Herivelto Oliveira, que foi colega do homenageado.

“Me surpreende que não tenha ganhado essa homenagem antes”, completou Denian Couto (Pode), ao que Sabino Picolo (União), depois de brincar dizendo que não são parentes, concordou que “tem muita gente que faz história nessa cidade que a gente esquece de reconhecer a importância”.

Destacando que hoje é o Dia Nacional da Liberdade de Imprensa, Márcio Barros (PSD) ressaltou a importância de ter bons profissionais atuando no jornalismo e que eles precisam ser valorizados pela sociedade. “Às vezes, uma notícia pode causar um baita de um problema [se mal apurada]”, comentou, reforçando os elogios ao jornalista Sandro Dalpícolo.

Informações da Câmara de Curitiba.