Jovem atropelado por biarticulado na Linha Verde pede ajuda para provar que motorista furou o sinal

Um motociclista de 28 anos está pedindo ajuda nas redes sociais para identificar testemunhas de um acidente que aconteceu com ele no dia 15 de julho. Lucas Ueno foi atropelado por um biarticulado em Curitiba, e alega que o motorista furou o sinal vermelho. O jovem não conseguiu imagens de câmera de segurança que provem o erro do motorista e busca pelas pessoas que estavam no local.

O acidente foi no cruzamento da rua Prof. João Soares Barcelos com a Linha Verde, na BR-116, no bairro Hauer. Lucas afirma que estava de moto e, quando o sinal ficou verde, avançou no cruzamento e foi atingido pelo ônibus. Ele foi acolhido por pessoas e outros motoristas que estavam na região.

O jovem sofreu ferimentos graves no abdômen e precisou fazer cirurgia de emergência. Ele recebeu alta do hospital nesta terça-feira (26) e se recupera em casa.

No boletim de ocorrência do acidente, o motorista do biarticulado afirmou que foi Lucas quem furou o sinal. O jovem, porém, contesta essa versão, e diz que as pessoas que o ajudaram sabiam que o errado na situação foi o motorista.

Na tentativa de buscar as provas do ocorrido, Lucas solicitou imagens de câmera de segurança do ônibus e do cruzamento na Linha Verde. Ele afirma que a prefeitura disse que os equipamentos não estavam funcionando por falta de manutenção, e que não há evidências de que o motorista furou o sinal.

O jovem então procura as pessoas que o ajudaram no acidente, para que elas testemunhem a favor dele e que ele consiga buscar justiça:

“Por saber que tinham pessoas que viram o que aconteceu, busco elas apenas pela verdade. Não estou interessado em objetivos pessoais, só quero que essas pessoas estejam lá para dizer que o que é certo é certo”, afirma Lucas.

Lucas teve sete fraturas confirmadas e pode ter que fazer mais uma cirurgia na clavícula. O rapaz diz que espera que o caso seja resolvido e que os órgãos públicos cuidem da segurança viária da capital.

“Eu quero que a justiça esteja clara, que a verdade venha a ser demostrada com ela deve ser e que casos futuros sejam evitados, para que mais gente não passe por isso que eu estou passando”, diz Lucas.

Nota da prefeitura

O Massa News procurou a Urbanização de Curitiba (URBS), que gerencia o transporte coletivo na capital. Confira a nota recebida:

“O acidente ocorreu em 15/7, por volta das 12h, com a colisão do veiculo GE708 da linha Pinheirinho Carlos Gomes e uma motocicleta. O ônibus da linha Pinheirinho/Carlos Gomes seguia pela canaleta da Linha Verde sentido bairro, quando colidiu com a motocicleta que seguia pela Rua João Soares Barcelos no cruzamento destas vias. O cruzamento possui semáforo. O veículo não possui câmeras. O equipamento da estação-tubo mais próxima não captou imagens do momento do acidente porque sua posição não permitia. Não há informações sobre o ônibus ter ultrapassado o sinal vermelho. Segundo a Urbanização de Curitiba (Urbs), o número de acidentes no transporte coletivo em Curitiba caiu 25% desde 2019: foram 630 de janeiro a maio de 2022, contra 841 no mesmo período de 2019, antes da pandemia”.