Movimento SOS Vila Torres arrecada alimentos para comunidades de Curitiba; saiba como ajudar

O Movimento SOS Vila Torres, criado no início da pandemia do coronavírus para atender moradores da comunidade em Curitiba, distribuiu mais de 900 toneladas de alimentos. Nos últimos dias, no entanto, com as dificuldades econômicas atingindo toda a população, a arrecadação de doações diminuiu. Os organizadores do Movimento solicitam aos curitibanos mais doações.

Atualmente, o Movimento leva alimentos a sete bairros e comunidades de Curitiba. A ação é coordenada pelo padre redentorista Joaquim Parron. Mensalmente, são entregues cerca de 2.500 cestas básicas, cada uma com cerca de 15 kg de alimentos.

O Padre Parron conta que há casos de pessoas que chegam a não ter o que comer e de famílias fazendo fogareiros para cozinhar, por não poderem mais comprar um botijão de gás. Segundo ele, o Movimento passa por momentos críticos, pois as doações diminuíram, enquanto as necessidades só crescem. “Precisamos contar com a solidariedade das pessoas que podem doar. É muito triste saber que tem pessoas catando comida no lixo, ver a situação em que chegamos. São nossos irmãos que estão sofrendo. Mas temos a certeza de que muitos curitibanos se sensibilizam com essa situação e, mais uma vez, irão nos ajudar”, diz o religioso.

Entregas

Nesta quarta-feira (16), o Movimento fará a entrega de 150 cestas básicas na Vila Torres, onde a entrega é semanal. Além da Vila Torres, o Movimento distribui as arrecadações em comunidades e assentamentos como Nova Guaporé, Nova União e Britanite no Tatuquara, Parolin, na cozinha comunitária no Caximba e outras comunidades carentes.

Como doar

As doações para o Movimento SOS Vila Torres podem ser entregues diretamente na Capela Nossa Senhora Aparecida, na Rua Guabirotuba, 770. Para outras doações, é possível entrar em contato diretamente com o padre Parron pelo número 41 9 9963-2350.