Movimento SOS Vila Torres pede doações de alimentos

O Movimento SOS Vila Torres, que atende várias comunidades nas periferias de Curitiba, entregará mais de mil cestas básicas a pessoas em situação de vulnerabilidade social nesta semana.

No entanto, com o crescimento do desemprego e da inflação dos alimentos básicos, o movimento está tendo dificuldades em atender todas as pessoas que precisam de ajuda. E por isso, o projeto está solicitando ajuda da população na doação de alimentos.

Nesta semana, serão atendidas a região da Vila Torres, Vila União no Tatuquara e o assentamento Novo Guaporé.

Para o coordenador do movimento padre Joaquim Parron, a inflação e o desemprego estão afetando as famílias das classes mais baixas, gerando fome e desesperança. Por isso, a iniciativa apela pela solidariedade de quem pode ajudar.

O movimento SOS Vila Torres surgiu no início da pandemia do coronavírus com o objetivo de arrecadar alimentos não perecíveis para a população em situação de vulnerabilidade social. Além dos alimentos, o SOS fornece álcool gel e máscaras. Também promove cursos rápidos para empregabilidade e feirões de emprego.

Para fazer doações ao Movimento, é possível ir diretamente à Capela Nossa Senhora Aparecida (Rua Guabirotuba, 770 – Vila Torres) ou entrar em contato com o Padre Parron, pelo número: (41) 99963-2350.

Cronograma

  • 10 de novembro, às 18:30, entrega de cestas básicas na Vila União, no Tatuquara;
  • 11 de novembro, às 14 horas, preparação dos currículos dos desempregados, na Vila Torres;
  • 12 de novembro, às 14 horas, entrevistas para o emprego, na Vila Torres;
  • 13 de novembro, às 14 horas, entrega de cestas básicas, na Vila Torres;
  • 13 de novembro, às 18 horas, entrega de cestas no Novo Guaporé.