Mulher é encontrada morta com sinais de agressão dentro de loja maçônica

Uma mulher foi encontrada morta dentro de uma loja maçônica no final da manhã desta sexta-feira (25) no bairro Novo Mundo, em Curitiba. Ela estava com sinais de agressão.

A Polícia Militar foi chamada após uma funcionária do local, que fica na rua Felinto Bento Vianna, encontrar o corpo da vítima quando chegava para fazer a limpeza. A Polícia Civil está na cena do crime.

Em entrevista à reportagem do programa Tribuna da Massa, da Rede Massa | SBT, o major Kredens, da PM, afirmou que a mulher também era funcionária e tinha acesso à loja maçônica. O major disse que câmeras de segurança mostram a vítima entrando com chave e trancando a porta interna por volta de 10h. Depois, um homem chega ao local e arromba a porta. Ele chega a sair e voltar algumas vezes, e depois vai embora.

A loja maçônica não tem câmeras que mostram o portão externo nem o interior. O major Kredens acredita que ele tenha entrado no local pulando o muro e depois saiu pelo portão principal.

O homem que entra após a vítima é o principal suspeito do homicídio. Há hipótese de crime passional.

O Instituto de Criminalística foi até o local para fazer a perícia e iniciar as investigações.