Mulher morre dentro de casa e polícia aponta para homicídio; família alega que vítima sofreu queda

A morte de uma mulher com deficiência, de 32 anos, que ocorreu nesta quarta-feira (4), no bairro Cajuru, em Curitiba, está sendo investigada pelo Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que já declarou que a situação é um homicídio.

A vítima morreu em casa. Segundo informações da mãe, ela caiu da escada. No entanto, no corpo inteiro da mulher haviam diversas lesões, que aparentemente são de queimadura.

O delegado Tito Barichello disse que a mãe informou à polícia que a vítima estava fora da cidade há cerca de dois meses na casa de parentes e que ela chegou na residência nesta madrugada.

Ao chegar, ela disse para a mãe que estava tonta e machucada. Nesse momento, ela teria caído da escada. A família a pegou, colocou no sofá e chamou o Samu.

A princípio, os socorristas foram chamados para atender um caso de parada cardíaca, causada pela queda da escada. No entanto, ao chegarem na casa, eles identificaram as marcas de queimadura e acionaram a polícia.

O delegado informou que essa história será investigada, pois na escada haviam marcas de sangue pingando.

Na casa, a polícia encontrou um quarto que possui a chave para o lado de fora. No local, há diversas sujeiras, sinais de fezes no chão e um prato de comida.

A polícia vai investigar se a vítima realmente esteve fora de casa ou se estava vivendo em cárcere privado.