Obras deixam parte da RMC sem água nesta semana; veja bairros afetados

A partir desta semana, uma série de obras da Sanepar no sistema de abastecimento na Região Metropolitana de Curitiba obriga a suspensão parcial do fornecimento de água. São obras que já estão sendo executadas com o objetivo de melhoria e ampliação do sistema, conforme previsto no planejamento da Companhia para atender ao crescimento das cidades.

ETA Passaúna

Na segunda-feira (18), a Sanepar dá início a mais uma etapa da série de melhorias na Estação de Tratamento de Água (ETA) Passaúna. As obras, que começaram no fim de dezembro, entram em uma nova fase que obriga a Companhia a suspender parcialmente o abastecimento de água em bairros de Curitiba, Araucária, Campo Largo, Almirante Tamandaré e Campo Magro.

Será feita a recuperação da estrutura de um floculador da ETA, o que vai levar à interrupção do funcionamento do módulo, reduzindo em 25% a produção de água. A estação Passaúna tem quatro módulos floculadores. Os outros três continuarão funcionando normalmente.

A parada parcial do fornecimento de água ocorrerá de segunda a quinta-feira, durante duas semanas (de 18 a 21 e de 25 a 28 de abril). A manobra será feita de forma a não afetar sempre os mesmos moradores na mesma semana. Haverá um escalonamento entre os bairros, conforme tabela publicada no site. Os horários são variáveis, dependendo da região. Importante ficar atento, principalmente, aos horários das segundas-feiras (18 e 25 de abril).

Em cada dia, cerca de 170 mil pessoas podem ficar sem água. Por isso, a recomendação é, que nos dias programados, o uso da água seja priorizado para alimentação e higiene pessoal.

Obra

A ETA Passaúna produz cerca de 2 mil litros por segundo. As obras que serão executadas estão no planejamento da Companhia para manutenção da quantidade e da qualidade da água produzida na estação. Os investimentos são de R$ 12,3 milhões.

Na recuperação da estrutura do floculador, será preciso esgotar toda a água, fazer a limpeza do módulo com jateamento e tratar as fissuras que forem encontradas. Nos outros três módulos, a recuperação foi feita anos atrás. No módulo de floculação, as impurezas presentes na água são agrupadas, por ação coagulante, em partículas maiores (os flocos), facilitando o processo seguinte, de decantação.

Além da melhoria dessa estrutura, também está sendo feita a reforma do prédio administrativo, que contempla a reestruturação do laboratório de análises da água.

A próxima etapa da obra será a substituição das lonas dos 24 decantadores da ETA. Quando for programado este serviço, o impacto no abastecimento será menor do que na atual fase. Durante o tratamento da água, o decantador separa o material sólido do líquido, fazendo com que as partículas sólidas fiquem mais densas e se depositem no fundo do tanque. A água passa então para a próxima etapa, de filtração.

A conclusão das obras está prevista para meados de 2023. De dezembro até agora, foram feitas a pintura do reservatório elevado, das caixas dos macromedidores e das válvulas de manobras; a inspeção interna de todos os decantadores da ETA para levantamento de medidas visando a substituição total das lonas; a construção de abrigos externos para equipamentos de tratamento; e a recuperação de estruturas de concreto, reparos e injeção de gel impermeabilizante da parte externa dos módulos de tratamento, acesso e iluminação.

O gerente geral da Sanepar em Curitiba e Região Metropolitana, Fábio Basso, explica que, para melhorar a produção de água, tem que suspender temporariamente o abastecimento para algumas regiões. “Esse cronograma foi definido de forma a causa o menor impacto possível na vida das pessoas. Fizemos um grande esforço para reduzir o período de suspensão do abastecimento. E, mais uma vez, contamos com a compreensão e a colaboração dos moradores da Região Metropolitana.”

Corte Branco

Na terça-feira (19), será feita a manutenção preventiva nas instalações elétricas no Reservatório do Corte Branco, em Curitiba, que irá afetar o abastecimento em algumas regiões. A manutenção é necessária para manter a confiabilidade e a segurança operacional do sistema. O Corte Branco é um dos mais importantes reservatórios do sistema de abastecimento de água da cidade. Com capacidade de armazenar 26 milhões de litros, recebe água da Estação de Tratamento Iguaçu e contribui para o abastecimento de mais de 30 bairros da cidade.

Bairros afetados

  • Curitiba: Cajuru, Guabirotuba, Jardim das Américas, Uberaba, Água Verde, Boqueirão, Capão Raso, CIC, Fanny, Fazendinha, Guaira, Hauer, Lindoia, Novo Mundo, Pinheirinho, Portão, Santa Quitéria, Seminário, Vila Izabel, Xaxim, Alto Boqueirão, Ganchinho, Sítio Cercado, Santa Quitéria, Tatuquara, Campo de Santana, Caximba, Umbará, Batel, Centro, Rebouças,  Cabral, Juvevê, Hugo Lange, Alto da Glória, Jardim Social, Bacacheri, Alto da XV, Cristo Rei, Prado Velho, Jardim Botânico, Ahú, Bigorrilho, Bom Retiro, Centro Cívico, Mercês, São Francisco, São Lourenço, Boa Vista, Atuba, Santa Cândida, Tingui, Abranches, Vista Alegre, Cascatinha, São João, Pilarzinho, Campina do Siqueira, Seminário, Barreirinha e Cachoeira.
  • Araucária: Campina da Barra, Costeira, Iguaçu, Tindiquera e Cachoeira.
  • Fazenda Rio Grande: Dos Estados, Iguaçu, Santa Terezinha, Jd. São Lourenço, Jd Brilhante, Jd Kokubo, Ipê, Eucaliptos, Nações, Eucaliptos, Hortência e Santarém.

Interligação

Na quinta-feira (21), a Sanepar fará a interligação do novo reservatório Sítio Cercado à adutora que transporta água para o Reservatório Tatuquara. Para fazer o serviço, será necessário interromper o fluxo da tubulação, afetando o abastecimento nos seguintes bairros de Curitiba: Campo de Santana, CIC, Ganchinho, Pinheirinho, Sítio Cercado, Tatuquara e Umbará.

O serviço terá início às 5 horas da manhã de quinta (21), e a normalização do abastecimento ocorrerá até as 17 horas de sexta-feira (22).

Essa interligação faz parte de um conjunto de obras que atualiza o modelo de distribuição de água para atender ao crescimento populacional e melhorar a integração do sistema de abastecimento da RMC, seguindo indicação do Plano Diretor do Sistema de Abastecimento Integrado (SAIC).

O reservatório do Sítio Cercado tem capacidade de armazenar 10 milhões de litros. Assim que for concluída a obra, ele será integrado ao sistema, junto com outros três novos reservatórios: de Santa Quitéria (10 milhões de litros), Lamenha Pequena (3 milhões de litros) e Butiatuvinha (2,2 milhões de litros). Essas estruturas já estão prontas e irão elevar a capacidade de reservação para 414 milhões de litros.

A Sanepar está concluindo a implantação de 107 quilômetros de redes e adutoras, que vão interligar a nova estrutura de reservação ao sistema existente, tornando mais dinâmica a distribuição da água na Região Metropolitana.