Operação conjunta entre polícias Penal e Civil cumpre cinco mandados de prisão

Uma ação conjunta entre as polícias Penal e Civil cumpriu nesta quarta-feira (19) cinco mandados de prisão, em Curitiba e no Litoral.

A operação de fiscalização de rotina teve como alvos monitorados por tornozeleira eletrônica que reiteradamente descumprem as condições impostas para o uso do equipamento, como a violação do perímetro permitido de circulação ou os horários estabelecidos pela medida cautelar imposta. “A monitoração eletrônica é um benefício, contudo o descumprometimento em seguir as regras poderá acarretar para a pessoa monitorada sanções a serem proferidas pelo Poder Judiciário”, destacou o chefe da Divisão de Monitoração Eletrônica da Polícia Penal, Cláudio do Carmo Xavier.

“Nós temos feito diligências para cumprir esses mandados junto à Polícia Penal. Isso demonstra a seriedade da medida e do compromisso que a pessoa assume com o Poder Judiciário. Caso a pessoa não cumpra as condições estabelecidas, existem consequências, que, na maioria das vezes, é a expedição de mandado de prisão e a regressão de seu regime”, explicou o delegado-titular do Centro de Operações Policiais Especiais da Polícia Civil (Cope), Rodrigo Brown.

Participaram dos trabalhos policiais penais da Divisão de Monitoração Eletrônica (DME), do Setor de Operações Especiais (SOE), e equipes do Centro de Operações Policiais Especiais da Polícia Civil (Cope).

Os mandados de prisão foram expedidos pelo Poder Judiciário. Quatro pessoas foram detidas na Capital e um em Matinhos. Os presos – quatro homens e uma mulher – foram encaminhados à Cadeia Pública de Curitiba e Cadeia Pública de Rio Branco do Sul (RMC), respectivamente.

As informações são da AEN.