Paraná é escolhido pela TIM para estrear tecnologia 5G no Sul do Brasil

Um dos polos da inovação no país, o Paraná foi escolhido para começar a usar a tecnologia 5G na Região Sul Brasil. As primeiras antenas 5G Standalone, na frequência 2,3 GHz SA, foram ativadas pela operadora TIM nesta terça-feira (5) nas áreas do Parque Barigui e do Palácio Iguaçu, em Curitiba. O anúncio do lançamento foi feito pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior em cerimônia com o prefeito de Curitiba, Rafael Greca, e o CEO da TIM Brasil, Alberto Griselli, na sede do Governo do Estado.

Com isso, clientes da operadora dessas regiões já podem usufruir da tecnologia, que chegará aos demais municípios paranaenses e evoluirá com a chegada do 5G SA em 3,5 GHz a partir de junho, conforme cronograma da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A estimativa é que com o 5G a velocidade de navegação na internet seja 20 vezes maior do que a oferecida atualmente pelas bandas 4G.

Com a meta de buscar soluções para expandir as telecomunicações no estado, o projeto partiu de propostas para resolver os principais gargalos da área, que dificultam o desenvolvimento e a competitividade internacional. O processo se baseou na melhoria da legislação, na segurança e no incremento da internet na área rural.

Massificação

Alberto Griselli explicou que a faixa de 3,5 GHz, adquirida pela TIM em leilão federal, será essencial para proporcionar alta velocidade e baixíssima latência para os usuários. Servirá também, disse ele, para massificar e revolucionar a adoção de soluções da Internet das Coisas (IoT) em vários setores fundamentais para alavancar a economia do país.

“A TIM tem investido fortemente na preparação da chegada do 5G, tecnologia que vai acelerar o processo de transformação digital nas cidades, estimular a geração de negócios e dar mais oportunidades aos brasileiros. A escolha de Curitiba como a primeira cidade do Sul a receber as antenas 5G Standalone da TIM reafirma nossa ligação histórica e cada vez mais consolidada com a cidade e com o estado”, comentou o CEO da operadora.

A empresa havia anunciado, em março, a escolha da capital paranaense para o desenvolvimento do projeto “Cidade 5G”. O acordo de colaboração (MoU) com a Huawei foi assinado durante o Mobile World Congress, em Barcelona. A ideia é implementar redes 5G, prevendo a evolução da tecnologia, monitoramento de redes e aperfeiçoando a experiência do usuário. O acordo é válido por dois anos, podendo ser prorrogado, e os primeiros testes devem ser finalizados até dezembro de 2023.

Informações da Agência Estadual de Notícias