Paraná firma parceria com empresa para novo serviço para migrantes e refugiados

Em uma parceria com a empresa Vila Urbana, o Governo do Paraná lançou nesta quinta-feira (3) um novo serviço para os migrantes e refugiados que escolheram Curitiba como seu novo lar: o projeto “Imigrar, a arte de acolher”. A parceria foi firmada entre o secretário estadual da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf), Ney Leprevost, e a diretora da Vila Urbana, Roselis de Aguiar Macedo.

A ação possibilita que os migrantes ou refugiados tenham um espaço dentro do complexo de entretenimento Vila Urbana para expor e vender seus produtos artesanais e gastronômicos.

O projeto “Imigrar, a arte de acolher” está funcionando em um contêiner da Vila Urbana, espaço gastronômico e cultural localizado na Rua Marechal Deodoro, 686 no centro de Curitiba, e vai receber, a cada 15 dias, um grupo de um país específico.

Os migrantes e refugiados serão pré-selecionados pela Sejuf e, em seguida, a equipe da Vila Urbana viabilizará aos selecionados condições de trabalho, mentoria para apresentação dos pratos, precificação e divulgação, assim como disponibilizará palco para ações e apresentações culturais.

Segundo Roselis de Aguiar Macedo, é uma oportunidade que eles têm para demonstrar e criar novamente a sua história na área de gastronomia. São pessoas que já têm uma experiência no país de origem e que encontraram aqui uma oportunidade. “Aqui vão ter visibilidade, as pessoas vão conhecê-los, procurá-los e podem ser inseridos no mercado de trabalho. A Vila entra com a estrutura, a Secretaria com o apoio de triagem dos grupos que vem para cá. Nós vamos dar orientação quanto a montagem de prato e cardápio”, explica a diretora da Vila Urbana.

“Para mim, como haitiana, é muito importante este projeto para mostrar nossa cultura. O povo brasileiro não sabe como é a comida do Haiti e a nossa cultura. Aqui é uma oportunidade para mostrar quem somos nós”, diz Laurette Bernardin Louis.

Informações da Agência Estadual de Notícias