Polícia acredita que diretor da Prefeitura foi morto em latrocínio

A Polícia Civil continua investigando as circunstâncias do assassinato de Augusto Meyer Neto. O diretor da Prefeitura de Curitiba foi morto a tiros dentro da própria caminhonete na noite de domingo (29) no bairro Santa Cândida, na capital paranaense. A delegada responsável pelo caso, Tathiana Guzella, acredita que o caso se trata de um latrocínio (roubo seguido de morte).

Conforme a autoridade policial, essa é a principal hipótese com base nos depoimentos de testemunhas e também na análise das câmeras de segurança que mostram o momento do crime. Apesar da forte suspeita sobre a motivação para o crime, a polícia ainda investiga a vítima tinha algum desentendimento que pudesse motivar uma execução.

Assista à matéria do Primeiro Impacto PR: