Polícia Civil faz operação contra exploração sexual infantil em Curitiba

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) cumpriu dois mandados de busca e apreensão em operação contra exploração sexual infantojuvenil na internet, na manhã desta terça-feira (20), em Curitiba. Dois homens, um cozinheiro de 37 anos e um designer gráfico de 45, devem responder pelo crime de armazenamento de pornografia infantil.

Durante o cumprimento dos mandados, foram apreendidos celulares e HDs externos, notebooks, câmera, pendrive e CDs. Segundo o delegado José Barreto, do Núcleo de Combate aos Cibercrimes (Nuciber), os policiais verificaram que os conteúdos podem ter sido deletados dos aparelhos dos suspeitos, e por isso não houve situação de flagrante para serem presos.

As buscas ocorreram nos bairros Portão e Bacacheri. Os materiais serão encaminhados para a perícia da Polícia Científica, que vai rastrear os conteúdos e investigar possíveis terceiros envolvidos.

Os suspeitos devem responder por armazenamento de pornografia infantojuvenil, que tem pena prevista de quatro anos de prisão. As investigações também vão buscar possíveis outros crimes, como compartilhamento desses conteúdos, exploração sexual infantil e até estupro de vulnerável.

A população pode ajudar no trabalho contra esse tipo de crime. Denúncias podem ser feitas de forma anônima, na sede do Nuciber (rua Pedro Ivo, 672 – Centro).