Polícia indicia guarda investigado por matar rapaz no Largo da Ordem por homicídio doloso e lesão corporal

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) concluiu o inquérito que investigava o guarda municipal que atirou e matou um rapaz em setembro do ano passado, no Largo da Ordem, em Curitiba.Ele foi indiciado por homicídio doloso e lesão corporal.  

Outras duas pessoas ficaram feridas ao serem atingidas pelos disparos, sendo uma adolescente, de 14 anos, e uma mulher, de 31 anos.  

Ainda em setembro, o guarda municpal foi afastado do cargo. No começo de abril, ele foi demitido pela Prefeitura de Curitiba.

Durante as investigações, a PCPR ouviu 15 pessoas e analisou cerca de 80 minutos de imagens de câmeras de segurança. As diligências permitiram estabelecer a dinâmica e elucidar o fato.  

A delegada da PCPR Daniela Correa, responsável pelo caso, conta que a investigação teve importantes detalhes.  

“Fizemos um trabalho minucioso de realização de oitivas, análise de imagens das câmeras de segurança, dos laudos solicitados ao Instituto Médico Legal e Instituto de Criminalística, além de diversas outras diligências junto à Guarda Municipal de Curitiba e outros órgãos, que possibilitaram chegar a conclusão. Agora o inquérito será analisado pelo Ministério Público, que decidirá pelo oferecimento da denúncia ou não”, completa.  

CASO – Na ocasião, uma equipe da Guarda Municipal atuava para controlar uma situação de tumulto generalizado envolvendo cerca de 400 pessoas, quando o então guarda municipal efetuou os disparos contra as vítimas.

Com informações da Agência Estadual de Notícias