Duas casas são interditadas após explosão de imóvel no Capão Raso

Servidores da Prefeitura de Curitiba se mobilizaram no Capão Raso na noite da última terça-feira (12/7) após a explosão de um imóvel no bairro. A suspeita é de que possa ter havido um vazamento de gás de cozinha na residência. Uma pessoa morreu.  

Equipes da Guarda Municipal, da Defesa Civil, da Fundação de Ação Social (FAS), da Administração Regional do Pinheirinho e da Coordenadoria de Segurança de Edificações e Imóveis (Cosedi) fizeram o isolamento do local e o primeiro atendimento aos moradores afetados.

Após fazer inspeções das residências próximas do local, uma logo após o incidente, e outra na manhã desta quarta-feira (13/7), a equipe da Cosedi interditou duas casas que tiveram a estrutura afetada pela explosão, e correm risco de desabamento. 

No entanto, como explica o coordenador técnico da Cosedi Marcelo Alexandre Solera, os moradores não ficarão totalmente impedidos de frequentar as casas.

“É uma interdição parcial apenas de alguns cômodos das residências. Os moradores não podem usar esses espaços para moradia, mas eles estão liberados para que sejam feitos os reparos necessários junto de um profissional especializado”, elabora ele.

Intervenção em escola

Além das duas residências, a Escola Municipal Umuarama, que fazia divisa com o imóvel também foi atingida parcialmente. Equipes já estão trabalhando na recuperação do local. Em geral, as salas de aula não foram atingidas, apenas uma turma do 5º ano deve ser remanejada para uma unidade educacional mais próxima, após o fim do recesso escolar em 26/7.

As informações são da Prefeitura Municipal de Curitiba.