Soldado da PM morre após sofrer aneurisma durante o trabalho

Uma policial militar morreu nesta segunda-feira (1º) depois de sofrer um aneurisma cerebral. A soldado Kamila Novak tinha 31 anos e teve o rompimento da artéria no cérebro durante o serviço na noite do último sábado (30), em Curitiba.

Logo que começou a passar mal durante o plantão, a soldado foi levada até um hospital de Curitiba. Ela deveria ter passado por uma cirurgia de emergência, mas a equipe médica considerou o procedimento de alto risco pela gravidade do aneurisma. Ela voltou para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde permaneceu até ter a morte confirmada.

Kamila estava na PM desde 2016, deixa o esposo e dois filhos. Ela estava lotada na 3ª Companhia do 23º Batalhão de Polícia Militar, no bairro Fazendinha.

Em nota, a PM expressou pesar pela morte da soldado, citando sua carreira exemplar como uma pessoa “conhecida por sua alegria e alto astral”.