Suspeito de envolvimento na morte de engenheiro da Prefeitura de Curitiba é preso

Um dos suspeitos de envolvimento da morte do servidor da Prefeitura de Curitiba, Augusto Meyer Neto, no dia 29 de maio, foi preso na sexta-feira (10). Segundo a polícia, ele seria motorista do carro em que estava o atirador. 

Hermes da Mota, de 24 anos, se apresentou na Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos, acompanhado do advogado. Ele tinha um mandado de prisão em aberto contra ele e foi preso. 

Na chegada à delegacia, Hermes disse à imprensa que o carro usado pelos criminosos é dele, mas que ele não estava junto. Teria apenas emprestado o veículo para duas pessoas que ele conhece de vista. 

A Polícia Civil segue à procura dos envolvidos no crime que vitimou o diretor do Departamento de Pontes e Drenagem da Secretaria de Obras da Prefeitura de Curitiba. 

Augusto Meyer Neto, de 61 anos, foi morto após levar dois tiros, no ombro e no abdômen. Ele chegava em casa, no bairro Santa Cândida, acompanhado do irmão e de um funcionário, quando os criminosos abordaram o veículo em que ele estava. 

O engenheiro tentou reagir, mas acabou sendo atingido pelos disparos da arma de fogo. Embaixo do banco de motorista do carro, tinham aproximadamente R$ 5 mil. A polícia segue investigando se o caso se trata de uma emboscada, um homicídio ou um latrocínio. 

Colaboração Marcos de Patto/Rede Massa