Torcedor do Paraná acusado de homicídio é absolvido em júri popular

O Tribunal do Júri absolveu Dayvis Lourival Moreira da Silva Junior, o Juninho, de 26 anos, da acusação do homicídio de Lucas Siebre Gonçalves. O júri popular começou na terça-feira (27) e só terminou na madrugada desta quarta (28). Dayvis é um torcedor do Paraná Clube que era acusado de assassinar a tiros Lucas torcedor do Coxa, em novembro de 2019.

À época do crime, Junior foi reconhecido por algumas testemunhas como o autor dos tiros que mataram Gonçalves. No entanto, os jurados avaliaram que a denúncia não procedia e decidiram pela absolvição do réu. Assim, Juninho foi liberado da prisão e foi recebido por amigos e familiares com festa.

A defesa da família de Gonçalves já avisou que vai recorrer da decisão do júri.

Relembre o caso

Em novembro de 2019, Gonçalves vestia uma camisa do Coritiba e foi assassinado a tiros quando encontrou a torcida do Paraná Clube no bairro Xaxim, na Linha Verde. Ele chegou a ser socorrido e ficou internado num hospital de Curitiba, mas morreu dois dias depois, deixando esposa e uma filha. Testemunhas disseram que viram Juninho dando os tiros contra o torcedor do Coxa, enquanto amigos do rapaz disseram que não viram ele armado.

Juninho estava preso na Penitenciária Estadual de Piraquara e foi liberado após o resultado do julgamento.