Travesti nega envolvimento na morte de gerente de vendas

A travesti que estava no carro com Walter Luiz Mariano Machado, morto com um ferimento no pescoço no último sábado (28), em Curitiba, se manifestou sobre o caso.

Nesta quinta-feira (2), ela procurou advogados e solicitou se apresentar na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para contar a versão dos fatos.

Antes de acionar os advogados, ela fez uma postagem nas redes sociais, onde afirma que não tem envolvimento com o crime.

A postagem diz: “Gente, isso que estão falando sobre mim não é verdade! Eu saí realmente com este rapaz, mas em seguida ele se envolveu numa confusão com mendigos! O advogado já está resolvendo isso.”

A DHPP continua investigando o caso. Os homens em situação de rua ainda não foram identificados.

Leia mais