Em março, Ônibus Lilás leva para 6 municípios atendimento e orientação às mulheres

Durante o mês de março, período em que se comemora o Dia Internacional da Mulher (8 de março), o Ônibus Lilás da Secretaria estadual da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) irá percorrer seis municípios para levar informação contra violência doméstica e familiar, além de orientação psicológica, jurídica e assistência social a esse público.

A iniciativa é do Departamento de Garantias dos Direitos da Mulher, vinculado à Sejuf.

“O Ônibus Lilás voltou a circular no mês de fevereiro, em Curitiba. Agora em março, a Secretaria vai ampliar também o atendimento a outros municípios para que mais mulheres possam ser beneficiadas e amparadas pelo Estado. Afinal, políticas públicas como esta são fundamentais para a prevenção e enfrentamento da violência de gênero”, disse o secretário Ney Leprevost.

Para Mara Sperandio, chefe do Departamento de Garantias dos Direitos da Mulher, as ações precisam fazer com que as mulheres fiquem cada vez mais informadas dos seus direitos e se sintam cada vez mais protegidas.

“O Ônibus Lilás cumpre com essas demandas, uma vez que proporciona serviços de qualidades às mulheres, principalmente as que vivem em localidades mais distantes, como assentamentos, aldeias indígenas, comunidades rurais e quilombolas”, afirmou.

Agenda de março:

08 (terça-feira): Curitiba, no Museu Oscar Niemeyer, em evento de comemoração ao Dia Internacional da Mulher

09 (quarta-feira): Colombo

11 (sexta-feira): Marechal Cândido Rondon

15 e 16 (terça e quarta-feira): Douradina

17 (quinta-feira): Curitiba – Feira da Cidadania – CIC

18 (sexta-feira): Palotina

23 (quarta-feira): Curitiba – Feira da Cidadania – Praça Rui Barbosa

27 (domingo): Colombo – evento de comemoração ao Dia Internacional da Mulher

30 e 31 (quarta e quinta-feira): Pontal do Paraná, no evento do Paraná em Ação

ÔNIBUS LILÁS – O veículo faz parte do programa de prevenção da violência doméstica e familiar contra a mulher. A unidade itinerante conta com dois consultórios onde as mulheres podem fazer as denúncias e são acolhidas pelas psicólogas. Além disso, recebem orientação jurídica e têm acesso a material gráfico para conscientização de seus direitos. O atendimento é feito das 9h às 17h.

Os municípios visitados são previamente definidos com as prefeituras. Todos os protocolos sanitários contra a Covid-19 determinados pelas autoridades, como o uso de máscara, distância mínima e uso de álcool em gel, continuam sendo respeitados para que os atendimentos presenciais aconteçam de forma segura no interior do ônibus.

Informações AEN