Empresas de telefonia e bancos lideram atendimentos no Procon-PR

No Dia Internacional do Consumidor, celebrado nesta terça-feira (15), o Procon-PR publicou um balanço de serviços prestados em 2021. Só no ano passado foram contabilizados, aproximadamente, 188 mil atendimentos realizados pela Plataforma do Consumidor. Desse total, cerca de 21 mil corresponderam à abertura de processo administrativo, a maioria contra empresas de telefonia e bancos.

“A plataforma tem se mostrado cada vez mais efetiva, uma vez que possibilita a interlocução direta entre os consumidores e fornecedores de forma online, o que faz com que o cidadão não precise se deslocar para reclamar. Em 2021, a plataforma apresentou o índice de 80% de resolução dos casos”, destacou a chefe do Procon-PR, Claudia Silvano.

Balanço

O levantamento do Procon-PR traz outras informações relevantes para a população, entre elas a lista das 75 empresas com maior número de atendimentos. Empresas de telefonia e bancos têm o maior volume de atendimentos.

O documento traz também a relação das empresas com mais de 50 reclamações em 2021 e com índice de resolutividade superior a 70%, ou seja, as que mais resolveram os casos reportados.

Outro destaque são os assuntos e problemas mais recorrentes em 2021. O relatório mostrou que o grupo do banco comercial foi um dos campeões de reclamações, somando 1.141 casos, o que se explica pelo cenário econômico que levou o consumidor a buscar auxílio na negociação de débitos e financiamentos.

Outro problema que aparece no topo da lista, com 3.640 reclamações é o SAC – Serviço de Atendimento ao Cliente. De acordo com a chefe do Procon-PR, Claudia Silvano, o consumidor não encontra uma solução espontânea junto aos canais de atendimento das empresas, o que faz com que busque auxílio nos órgãos de defesa do consumidor.

Acesse o balanço completo.

Serviços

O Procon-PR oferece ao consumidor diversas formas de atendimento. Uma delas é a simples consulta, que tem como objetivo o tirar dúvidas na compra de produtos ou contratação de serviços.

Outra modalidade é a CIP (Carta de Informações Preliminares), que demanda uma intervenção do órgão para solucionar de forma rápida as reclamações apresentadas pelos consumidores, com prazo médio de 10 dias.

O Procon-PR também faz a Abertura de Processo Administrativo, procedimento mais complexo e que sujeita o fornecedor às sanções previstas no Código de Defesa do Consumidor, especialmente multa, que pode variar de R$ 700 a R$ 11 milhões.

Informações da Agência Estadual de Notícias