FAS distribui agasalhos para pessoas em situação de rua que recusam acolhimento

As pessoas em situação de rua abordadas pelas equipes da Fundação de Ação Social (FAS) que recusam acolhimento recebem cobertores para se proteger nos dias mais frios. Além de mais agasalhos, elas são monitoradas pelas equipes, principalmente aquelas que têm algum problema de saúde.

A distribuição de agasalhos é feita principalmente durante a Ação Inverno, quando o trabalho de abordagem e oferta de serviços são intensificados sempre que há previsão de temperaturas iguais ou abaixo de 8 graus.

Desde a noite da última sexta-feira (10), quando teve início uma nova onda de frio intenso no Estado, a FAS distribuiu 181 cobertores. Neste período, a média de recusas de atendimento foi de 150 por dia.

“Durante as abordagens convidamos as pessoas a seguirem com nossas equipes para as unidades de acolhimento, mas infelizmente nem todas aceitam atendimento”, diz a diretora de Atenção à População em Situação de Rua, Cassiane Chagas. “Para aqueles que estão pouco agasalhados, distribuímos cobertores e mantas térmicas para evitar que possam ter hipotermia”, explica.

Monitoramento

Na noite desta segunda-feira (13), 1.215 foram acolhidas nos abrigos do município, onde encontram local para tomar banho, recebem roupas limpas e alimentação, além de poderem dormir em camas quentes. Deste total, 139 foram encontradas nas ruas e levadas para as unidades. As demais procuraram o serviço espontaneamente ou já são acolhidas permanentemente.

Desde às 18 horas de ontem até as 7h desta terça-feira, as equipes da FAS fizeram 287 abordagens sociais a pessoas que estavam em situação de rua, 105 delas baseadas em solicitações que chegaram à Central 156. Em 22 situações, as equipes foram até os endereços indicados, mas não havia ninguém no local.

O restante das abordagens foi feita durante busca ativa, quando as equipes saem às ruas à procura de pessoas que estejam desprotegidas, principalmente seguindo roteiros pré-estabelecidos, onde normalmente há concentração desta população.

Durante uma das abordagens, uma pessoa decidiu retornar para a família, depois de conversar com os educadores sociais. As equipes também fizeram o acolhimento de um adolescente, que estava na rua sem a presença dos responsáveis.

Ação continua

Com a previsão da continuidade do frio, a FAS manterá ações intensificadas até a madrugada da próxima quinta-feira (16).

A Prefeitura pede a ajuda da população para proteger as pessoas em situação de rua. A orientação é para que entrem em contato com a Central 156, por telefone, site ou pelo aplicativo Curitiba 156, sempre que avistarem alguém nessa condição.

Informações da Prefeitura de Curitiba