Governo convoca 90 servidores do Concurso de 2017 para a Polícia Científica

O Governo do Estado publicou nesta quarta-feira (20) o Decreto (10.828/2022) com a nomeação de 90 servidores aprovados no concurso da Polícia Científica de 2017. Com o chamamento, o Paraná segue com a política de correção do déficit no Quadro Próprio da Polícia Científica (QPPO), e se aproxima de 50% dos cargos da estrutura preenchidos. 

O texto traz a nomeação de 86 peritos oficiais, que englobam as carreiras de peritos criminais, médicos legistas, odontolegistas, toxicologistas e químico legal. Além dos peritos, foram nomeados quatro auxiliares de necropsia, que passam a compor as equipes de trabalho nas 20 unidades da Polícia Científica em todo o Paraná, atuando nos exames periciais do Instituto de Criminalística e do Instituto Médico Legal (IML). 

As nomeações representam mais um avanço na estrutura da segurança pública do Paraná. O Estado vem atuando de maneira efetiva na correção nos quadros das carreiras das forças para garantir um atendimento mais efetivo para a população.

“O alicerce da Polícia Científica é o recurso humano, que tem a missão de prestar o serviço público que ilumina o caminho daqueles que buscam a verdade e a justiça pela ciência. Esta nomeação de 90 novos servidores públicos melhora a capacidade operacional de atendimento à justiça e à população paranaense”, afirma o diretor-geral da Polícia Científica do Paraná, Luiz Rodrigo Grochocki.

Em 2019, no início da gestão, o efetivo da Polícia Científica era de cerca de 19% do quadro programado, que tem 1.478 vagas. Mesmo com as restrições de contratação de servidores nos anos de 2020 e 2021, por conta da pandemia da Covid-19 e da crise econômica mundial, o Governo do Estado preencheu mais de 100 vagas públicas na instituição. A estrutura saltou para 537 servidores efetivos. Com as novas nomeações, o efetivo passa a ser de 627 servidores, o que representa uma ocupação de 42% do quadro.

As contratações também melhoram a posição do Paraná no ranking nacional que avalia o número de servidores dos órgãos periciais x número de habitantes.

Na próxima segunda-feira (25), será publicado o Edital de Posse, com as informações sobre procedimentos e documentação para os concursados. O prazo para o candidato tomar posse do cargo é de 30 dias da publicação em Diário Oficial, e de mais 30 dias para entrar em exercício da função. 

Os nomeados, após a posse e entrada em exercício, passarão pelo curso de formação obrigatório, sob responsabilidade da Academia de Ciências Forenses da Polícia Científica.

Concurso

Na esteira desse movimento, já foi autorizado um novo concurso público para a Polícia Científica. O Governo do Paraná prevê para o segundo semestre de 2022 o lançamento de um novo edital com vagas para o cargo de agente auxiliar de perícia.

Informações da Agência Estadual de Notícias.