Moradores de Guaraqueçaba relatam problemas no transporte escolar e merenda de adolescentes

O Núcleo da Infância e Juventude (NUDIJ) da Defensoria Pública do Estado do Paraná (DPE-PR) requisitou no dia 18 de julho, ao município de Guaraqueçaba, no litoral do estado, informações sobre o transporte escolar e qualidade da educação prestada a adolescentes de comunidades quilombolas da região. O Núcleo recebeu relatos de moradores da região sobre casos de adolescentes, entre 12 e 17 anos, que têm enfrentado até três horas de viagem em um trajeto de ônibus, feito em estrada de chão, para chegar à escola estadual localizada na área urbana do município. 

Na última semana, o Coordenador do NUDIJ, Defensor Público Fernando Redede, requisitou à Secretaria Municipal de Educação de Guaraqueçaba informações sobre como tem sido a oferta de transporte escolar, sobre o tempo de ida e volta da viagem e sobre a segurança do trajeto feito pelos estudantes. Também foram requisitadas informações sobre a merenda fornecida aos adolescentes. Segundo os relatos colhidos pela Defensoria, que visitou Guaraqueçaba neste mês, devido à demora no trajeto, os adolescentes têm chegado com fome em casa, já que durante a viagem não estaria sendo providenciado algum tipo de alimentação.

A equipe do NUDIJ encontrou-se também com o secretário de Educação de Guaraqueçaba, Sidney França, que alegou dificuldades enfrentadas pela administração municipal, principalmente a respeito do transporte escolar.

Informações do DPE-PR