Jovem que sofreu queimaduras em explosão causada por isqueiro morre no hospital

Com graves ferimentos pelo corpo, a jovem, Thaís Ostroski, de 24 anos, que estava em uma residência e foi vítima de uma explosão provocada por isqueiro, morreu na noite deste segunda-feira (21), no Hospital Evangélico, em Curitiba.

A explosão destruiu a cozinha da casa onde funcionava uma espécie de fábrica clandestina, no cruzamento das ruas Manoel Saldanha de Castro e José Xavier, no bairro São Braz. Segundo os moradores da região, a jovem estaria com um cigarro grudado no cabelo, o que pode indicar que ela provocou a explosão ao acendê-lo.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima teve metade do corpo queimado e precisou ser encaminhada com urgência ao Hospital Evangélico. Ela também sofreu queimaduras nas vias aéreas e precisou ser entubada. A morte foi confirmada no final da noite desta segunda.

Familiares e amigos lamentaram a morte da jovem. “Vai em paz linda, foi um prazer te conhecer. Que Deus te receba de braços abertos, brilha aí de cima. Meus pêsames à família”, diz uma das publicações.

Adailton Lucio/Rede Massa
(Foto: Adailton Lucio/Rede Massa)

O outro jovem, que estava com Thais no momento da explosão, permanece internado. O estado de saúde dele não foi divulgado.