Campanha de vacinação contra a gripe continua neste sábado

Em Londrina, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, o vírus da gripe, acontecerá neste sábado (1º), feriado do Dia do Trabalhador. As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Jardim Santiago, Jardim Piza, Parigot de Souza, Armindo Guazzi e do Centro estarão abertas, das 8 horas às 17 horas, para receber as pessoas que agendaram horário no site da Prefeitura de Londrina.

As unidades de saúde ainda possuem horários disponíveis para agendamento neste dia, com exceção da UBS do Centro. Nesta etapa, podem receber a dose do imunizante, as crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade, gestantes, puérperas (mulheres que estão no período de até 45 dias após o parto), profissionais e trabalhadores de saúde.

No ato da imunização, é necessário levar um documento pessoal com foto e apresentar a Carteira de Vacinação, para aqueles que tiverem. O trabalhador e o profissional da saúde também precisam levar a carteira de vacina da covid-19, pois é necessário ter um intervalo de 14 dias entre as doses da vacina contra a Covid-19 e da Influenza.

Quem não puder comparecer no sábado (1º), poderá agendar a vacina durante a semana, na UBS mais próxima de casa. Nesse caso, o agendamento deve ser feito por telefone. Cada unidade tem capacidade de atender de 50 a 100 pessoas por dia.

Vacinação contra a gripe

A Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe começou no dia 12 de abril. Ela está prevista para acontecer até o dia 9 de julho e está distribuída entre grupos prioritários, por etapas escalonadas. Nessa primeira etapa, a Prefeitura de Londrina pretende vacinar 36.112 crianças, 5.259 gestantes e 864 puérperas, além dos profissionais e trabalhadores de saúde.

Na sequência, devem ser vacinados os povos indígenas, idosos e demais grupos prioritários, conforme orientação do Ministério da Saúde. A aplicação é em dose única, exceto para as crianças que receberem a vacina pela primeira vez. Nesse caso, os pais ou responsáveis precisam agendar a segunda dose. 

A campanha de vacinação contra a gripe coincide com a imunização contra a Covid-19. A recomendação do Ministério da Saúde é que as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários tomem primeiro a vacina contra a Covid-19 e depois a vacina contra a gripe, respeitando um intervalo mínimo de 14 dias entre as aplicações.

Informações da Prefeitura de Londrina