Mulher morta a tiros dentro de igreja de Londrina é identificada

A mulher morta com pelo menos cinco tiros no início da tarde desta terça-feira (5) dentro da Paróquia São Luiz Gonzaga, localizada na Avenida São João, no Conjunto Armindo Guazzi, na região leste de Londrina foi identificada.

Lídia Fernandes Silva, de 44 anos, trabalhava no templo religioso e estava cobrindo férias de vinte dias no local.

Segundo informações preliminares da Polícia Militar (PM, ela foi atingida por disparos efetuados pelo ex-companheiro que não aceitava o fim do relacionamento. O crime aconteceu no espaço utilizado como refeitório. Segundo detalhes obtidos pela reportagem, ela já possuía medida protetiva contra o acusado, e havia registrado um Boletim de Ocorrência (BO), dias antes de receber as ameaças de morte.

O suspeito fugiu do local logo após o crime. Policiais militares fazem uma operação para tentar encontrá-lo.

Socorristas do Corpo de Bombeiros e do Samu prestaram atendimento à vítima, mas ela não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local. A Polícia Civil e peritos da Criminalística estiveram na cena do crime para coletar dados.

Os paroquianos e toda a comunidade local estão desolados. O corpo da mulher foi encaminhado ao IML de Londrina.

Informações do Portal Tem Londrina.