Programa social comercializa produtos para o Dia das Mães

Com foco no Dia das Mães, que será celebrado neste domingo (9), estão sendo divulgados os produtos feitos no Programa Municipal de Economia Solidária (ECOSOL), uma iniciativa da Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS).

Estão à venda itens de artesanato, produtos alimentícios e objetos de decoração para diversos ambientes, como a casa e o trabalho. Os preços variam de R$ 3 a R$ 100. Com esses valores, é possível adquirir bombons; barras e kits de chocolate; bolachas caseiras de diversos sabores e tamanhos; flores permanentes; vasos decorativos; adornos e enfeites; artigos de cama, mesa e banho; bolsas, entre outras opções.

Na página do Instagram do Economia Solidária há alguns exemplos do que vem sendo produzido pelos participantes do programa. Para quem quiser conferir outras produções, não relacionadas à data, é possível acessar o Facebook da iniciativa.

Os produtos podem ser encontrados em dois locais de Londrina, o Centro Público e a Casa Café e Arte. O Centro Público de Economia Solidária fica na Avenida Rio de Janeiro e funciona de segunda-feira a sexta-feira, das 10 horas às 17 horas, e aos sábados, das 11 horas às 13 horas. Já a Casa da Economia Solidária Café e Arte fica na Praça 7 de Setembro, s/nº, no Centro. A unidade atende de segunda-feira a sexta-feira, das 10 horas às 17 horas.

O gerente de Inclusão Social do Economia Solidária, Marcílio Ronaldo Garcia, explicou que o programa é uma forma de organizar o trabalho, com base na igualdade de responsabilidades dos participantes dos Empreendimentos Econômicos Solidários (EES). Por isso, esses grupos são formados por trabalhadores das áreas urbanas e rurais, com o objetivo de gerar trabalho e renda.

Em Londrina, a Economia Solidária vem sendo estimulada desde 2003, quando foi realizada a 1ª Feira de Economia Solidária e Geração de Renda (Feisol).

Informações da Prefeitura de Londrina