Justiça reduz valor, e motorista envolvido em acidente com sete mortes deixa a prisão

A Justiça reduziu valor da fiança do caminhoneiro envolvido no acidente com sete mortes entre Pato Bragado e Marechal Cândido Rondon no dia 2 de maio. A defesa do motorista solicitou a redução do valor levando em conta as condições financeiras do preso, o que foi consentido pelo Ministério Público do Paraná (MPPR).

O valor inicial determinado pelo Poder Judiciário foi de R$ 36,3 mil, mas foi reduzido para R$ 12,1 mil. A fiança foi paga na sexta-feira (6) e o alvará de soltura foi expedido neste sábado (7), quando o caminhoneiro foi liberado para responde ao processo em liberdade.

A redução do preço foi autorizada também mediante o compromisso do motorista em comparecer a todos os atos processuais para os quais for intimado, além de não mudar de endereço sem comunicar a Justiça.

Relembre o caso

No acidente, um micro-ônibus da Secretaria de Saúde de Pato Bragado, ocupado com pacientes, seguia na PRc-467, sentido a Marechal Rondon, quando foi fechado pelo caminhão carregado com milho. Desgovernado, o veículo de passageiros desceu ribanceira e bateu violentamente contra árvores. Além dos sete mortos, 10 pessoas ficaram feridas.

Informações AquiAgora.net.