Maringá confirma 3º caso de monkeypox; 11 casos suspeitos foram descartados

A Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Saúde, confirmou o terceiro caso de monkeypox (varíola dos macacos). O diagnóstico foi confirmado após exames laboratoriais divulgados nesta terça-feira, 20. 

O paciente é um homem, com idade entre 40 e 50 anos, que foi atendido em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município. Ele está estável, em isolamento domiciliar, e sendo monitorado pela equipe de Saúde. Pessoas que tiveram contato direto com o paciente também estão sendo acompanhadas. 

O primeiro caso foi registrado no início do mês de agosto, em um hospital privado da cidade, e o segundo foi confirmado no início deste mês, em uma unidade da rede municipal de saúde. Até o momento, Maringá já descartou 11 casos suspeitos de monkeypox. Quatro casos suspeitos seguem em investigação, aguardando resultado dos exames laboratoriais. 

A monkeypox é uma doença viral e a transmissão entre humanos ocorre principalmente por contato com lesões de pele de pessoas infectadas e por meio de gotículas respiratórias. Os sintomas envolvem lesões na pele, febre, dor de cabeça, dores musculares, calafrios e fadiga.

A Secretaria de Saúde de Maringá segue capacitando os profissionais da rede municipal de saúde para a detecção e diagnóstico precoce da monkeypox.

As informações são da Prefeitura de Maringá.