MON promove visita mediada, oficina e videoconferência da exposição de arte africana

A edição de junho do programa Arte para Maiores, do Museu Oscar Niemeyer (MON), destinado especialmente ao público com mais de 60 anos, terá visita mediada, oficina artística e videoconferência sobre a exposição “África, expressões artísticas de um continente”.

A visita e a oficina serão no dia 14 de junho, das 14h às 17h, com a equipe do Educativo. As vagas são limitadas e não é necessário possuir conhecimento prévio em artes visuais.

No dia 21 de junho, das 14h às 15h30, haverá uma videoconferência sobre a exposição com a professora doutora Ana Maria Rufino Gillies, que fará um diálogo com os participantes. Para se inscrever é necessário preencher o formulário online AQUI.

Convidada

A professora Ana Maria Rufino Gillies é graduada em História pela Universidade Tuiuti do Paraná (1999), possui mestrado (2002) e doutorado (2010) em História, pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Foi professora na rede estadual em Curitiba para o ensino fundamental, médio e EJA.

A partir de 2012, atuou como professora adjunta no curso de graduação em História da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), câmpus de Irati, onde ministrou as disciplinas de História do Brasil Colonial, História e Memória, Cotidiano e Imaginário Medieval e História das Artes. Atua no programa de pós-graduação – mestrado em História da Unicentro, com a disciplina de Espaços de sociabilidades e orientação de mestrandos.

Em Cartaz

Apresentada na Sala 4 do MON, a exposição de longa duração “África, Expressões Artísticas de um Continente”, realizada pelo Museu Oscar Niemeyer, é um recorte da grandiosa doação feita pela Coleção Ivani e Jorge Yunes (CIJY) ao MON.

Fazem parte da mostra: máscaras, esculturas, bustos e cabeças de bronze, miniaturas metálicas, objetos do cotidiano e instrumentos musicais. As obras têm origem em países como Costa do Marfim, Mali, Nigéria, Camarões, Gabão, Angola, República Democrática do Congo e Moçambique.

Arte para maiores

Em 2019, o programa Arte para Maiores conquistou um importante reconhecimento nacional na área de educação em museus, o Prêmio Darcy Ribeiro 2019, concedido pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Em 2020, o programa tornou-se online, em decorrência das restrições impostas pela pandemia.

Em 2021, o Arte para Maiores retornou em sua versão presencial, seguindo o protocolo de segurança e atualmente mantém o formato híbrido, com ações virtuais e presenciais.

As informações do AEN.