Novos deslizamentos são registrados na BR-277, em Morretes; rodovia segue interditada

O desmoronamento de pedras que ocorreu na madrugada de sábado (14) bloqueou a pista da BR-277. Novos deslizamentos foram registrados nas últimas horas da noite deste sábado e de acordo com avaliação de técnicos do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT), ainda persiste o risco de queda de parte da encosta.

“Para garantir a segurança dos usuários da rodovia a BR-277, a pista permanecerá totalmente fechada para o tráfego (desde às 23h de sábado), até nova avaliação das equipes técnicas do DNIT e Defesa Civil, que será realizada neste domingo”, diz a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Os motoristas que pretendem seguir para a região do litoral paranaense ou da praia para Curitiba, em veículos de pequeno porte, devem procurar rotas alternativas. Já os transportadores de carga devem aguardar até a liberação da tráfego para seguir em direção à BR-277, para evitar a formação de filas e congestionamentos.

“A interdição total ocorre no quilômetro 29 sentido Curitiba e no sentido Paranaguá, no quilômetro 59”, relata a PRF.

Geólogos do Instituto Água e Terra e técnicos da Defesa Civil estiveram durante a tarde de sábado no local, que fica próximo do Viaduto dos Padres, em Morretes, para avaliação. A instabilidade da encosta pode provocar novos deslizamentos, segundo a equipe.

Há lentidão no tráfego de veículos em razão do desvio que ocupa uma das pistas no sentido Curitiba. Segundo a Defesa Civil estadual, não houve vítimas.

Funcionários do Departamento de Estradas e Rodagens – DER/PR trabalham na fragmentação e remoção dos grandes blocos de pedra que provocaram a interdição total das duas pistas no sentido litoral. A chuva constante das últimas semanas mantém o solo encharcado, por isso, uma nova análise das condições está sendo feita neste domingo para avaliar a segurança antes da liberação completa.