Morte misteriosa: colegas de trabalho denunciam e polícia encontra corpo de professor em apartamento

Um caso misterioso mobilizou a polícia no final da tarde de terça-feira (25). Um professor foi encontrado morto no apartamento em que morava no bairro Portão, em Curitiba. 

A vítima foi localizada depois que colegas de trabalho suspeitaram do caso e acionaram a polícia. A principal suspeita dos colegas era que o professor estivesse sendo mantido em cárcere privado, já que o professor não aparecia para trabalhar, não atendia ligações, mas respondia mensagens de texto. 

O apartamento do professor, identificado como Rainer, fica na esquina das ruas Theodoro Scheneider e Ricardo Negrão Filho, no bairro Portão. Ao chegar no local, a polícia encontrou apenas o corpo de Rainer, a perícia ficou no local por cerca de duas horas para investigar o ocorrido. 

Rainer era homossexual e a principal suspeita é que ele tenha sido assassinado após um encontro combinado via aplicativo de celular. 

A DHPP segue investigando o caso. 

Com informações do repórter Marlon Santiago