No Mês da Mulher, Sebrae Paraná dedica programação especial ao empreendedorismo feminino

No mês em que é comemorado o Dia Internacional da Mulher, o Sebrae Paraná programou uma série de eventos, cursos e conteúdos especiais, digitais e presenciais, todos gratuitos, voltados para empreendedoras de todo estado. Uma das principais atrações, o Sebrae Experience – Empreendedorismo Feminino, acontece no dia 17 de março, às 19h30, com transmissão pelo canal do Sebrae no Youtube. Temas relacionados com a Liderança Feminina têm várias atrações dentro da iniciativa.

Conforme a consultora do Sebrae Paraná, Dianalu Almeida Caldato, a programação permite escolher as temáticas conforme o interesse. “São diversos eventos, com foco no comportamento, gestão, vendas, entre outros, que podem ser escolhidos conforme a necessidade da empresa”, explica.

Ao acessar, por exemplo, as Trilhas do Conhecimento, a empreendedora terá acesso aos temas mais procurados, como ‘plataformas e redes de comércio digital’, ‘marketing e promoção’, ‘finanças 360’, entre outros. No formato de vídeos curtos, publicações em pdf, planilhas e check list é possível aprender quando quiser e aplicar imediatamente no seu negócio.

Outra atração é a websérie Mulheres MEI. São seis episódios, com temas como ‘independência financeira’, ‘transformação digital’, ‘negociação e vendas’, entre outros.

A programação especial para apoiar a estimular o empreendedorismo é necessária diante dos números que compreendem o universo feminino nos negócios. A pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), de 2020, aponta que as mulheres têm mais habilidade com a gestão de pessoas. Além disso, 73% dos empreendimentos liderados por mulheres têm o seu quadro formado, majoritariamente, por profissionais do mesmo sexo.

Uma pesquisa do Sebrae e da Fundação Getúlio Vargas mostra que as mulheres são mais ágeis para implantar a inovação em seus negócios, o que envolve a realização de vendas online e utilização de redes sociais. “Hoje, 48% dos empreendedores no país são mulheres. Isso faz com que o Brasil seja o sétimo país com o maior número de mulheres empreendedoras no mundo”, cita a consultora do Sebrae Paraná, Ácea Evgueni Ratcheva.

“A pandemia despertou a vontade e necessidade de as mulheres empreenderem. Elas buscam, além da liberdade financeira, mais tempo para ficar com a família”, pontua a consultora Ácea, ao comentar que o Sebrae disponibiliza uma comunidade para voltada para mulheres. Para receber semanalmente os conteúdos produzidos basta se cadastrar, gratuitamente.

“Nesse mês de março teremos também podcasts com mulheres que se destacam no mundo dos negócios e que são influenciadoras digitais. Elas vão contar como se reinventaram e como conciliam o trabalho e família”, comenta.