Paraná chega a 10 casos confirmados de varíola dos macacos; todos os pacientes são de Curitiba

O Paraná tem mais quatro casos positivos da varíola dos macacos (Monkeypox). A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) nesta segunda-feira (18). Com isso, o estado chega a um total de 10 casos confirmados, todos em Curitiba.

Os novos pacientes são homens com idades entre 25 e 38 anos e possuem histórico de viagem ou contato com caso confirmado.

A Sesa investiga outros 11 casos nos municípios de Curitiba (7), Foz do Iguaçu (1), Londrina (1) e Maringá (1), além de um caso de um residente do estado de São Paulo que está em tratamento médico na cidade de Umuarama. Outros nove casos suspeitos foram descartados nas cidades de Campina Grande do Sul (1), Cascavel (1), Curitiba (3), Maringá (1), Pinhais (1), Ponta Grossa (1) e São José dos Pinhais (1).

As amostras de todos os pacientes foram coletadas e encaminhadas para o Laboratório Central do Estado (Lacen/PR), responsável pela articulação com o Ministério da Saúde para envio ao Laboratório de referência para casos desta doença, em São Paulo.

Monkeypox

A varíola do macaco é uma doença viral e a transmissão entre humanos ocorre principalmente por meio de contato com lesões de pele de pessoas infectadas. A infecção causa erupções que geralmente se desenvolvem pelo rosto e depois se espalham para outras partes do corpo. Os principais sintomas, além das lesões na pele, envolvem febre, dor de cabeça, dores musculares, dores nas costas, linfadenopatia, calafrios e fadiga.

Com informações da Agência Estadual de Notícias