Paraná divulga 2.118 novos casos e 14 mortes por covid-19

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgou nesta quinta-feira (14) mais 2.118 casos confirmados e 14 mortes em decorrência da infecção causada pelo coronavírus.

Os dados acumulados do monitoramento da covid-19 mostram que o Paraná soma 2.421.423 casos confirmados e 42.794 mortos pela doença.

Os casos confirmados divulgados nesta data são de abril (848), março (112), fevereiro (256) e janeiro (723) de 2022; dezembro (4), novembro (5), outubro (14), setembro (22), agosto (18), julho (9), junho (7), maio (2), abril (20), março (49), fevereiro (17), janeiro (7) de 2021; dezembro (1), novembro (1), agosto (2) e julho (1) de 2020.

As mortes divulgadas nesta data são de abril (5), janeiro (1) de 2022; dezembro (1), julho (2), maio (1), abril (2) de 2021; novembro (1) e agosto (1) de 2020.

Internados

Com a diminuição na taxa de infecção pela covid-19, o número de internamentos também tem reduzido consideravelmente no estado. Por esse motivo, em janeiro foi feita uma reorganização nos leitos, que anteriormente eram exclusivos e passaram a ser preferenciais para a doença, podendo agora receber também pacientes com outros agravos.

Com a nova sistemática, a partir de agora a divulgação do número de internados pela covid-19 será com base nos códigos da Classificação Internacional de Doenças (CID 10), registrados no momento da reserva do leito, e não mais por leito ocupado.

144 pacientes com diagnóstico confirmado ou suspeito de Covid-19 estão internados em leitos SUS (66 em UTI e 78 em leitos clínicos/enfermaria).

Mortes

A Sesa informa a morte de mais 14 pacientes: 7 mulheres e 7 homens com idades de 35 a 83 anos. Os óbitos ocorreram entre 23 de agosto de 2020 a 12 de abril de 2022.

Os pacientes que morreram residiam em Curitiba (4) e Ponta Grossa (2).

A Sesa registra ainda a morte de uma pessoa que residia em cada um dos seguintes municípios: Terra Boa, Siqueira Campos, Quatiguá, Ortigueira, Maringá, Marechal Cândido Rondon, Guaraniaçu e Carambeí.

Confira o informe completo.

Informações da Agência Estadual de Notícias