Responsável por falsificação de lacres usados nos contêiners do Porto de Paranaguá é preso em flagrante

A Polícia Federal (PF) realizou a Operação Kamino com foco na repressão de organizações criminosas dedicadas ao tráfico internacional de cocaína pelo Terminal de Contêineres de Paranaguá.

Foram cumpridos em Curitiba e Colombo três mandados de busca e apreensão, expedidos pela 14ª Vara Federal de Curitiba. As investigações decorreram da Operação Enterprise, realizada pela PF em novembro de 2020.

O prosseguimento das análises permitiu a identificação da pessoa responsável pela falsificação dos lacres dos contêineres que seriam contaminados com fardos de droga, com emprego do método popularmente conhecido como rip-on/rip-off, ou seja, os traficantes obtinham informações sobre a movimentação e a posição de contêineres que estavam no pátio do terminal portuário, após terem passado pela fiscalização, com destino a algum porto de interesse no exterior, principalmente na Europa.

Uma vez identificados os códigos do contêiner e de seu lacre, a droga era ingressada no TCP por caminhoneiros pertencentes à organização criminosa, que tinham agendamento para entrada no porto para a movimentação de outras cargas. Já dentro do porto, os caminhoneiros desviavam a rota prevista e se aproximavam dos contêineres alvo, onde estacionavam por breve período. Nesse momento, com o auxílio de funcionários corrompidos no pátio, a droga era descarregada e colocada dentro dos contêineres. Ao fim, o lacre original, que fora rompido, era substituído pelo lacre clonado, no intuito de não chamar a atenção da fiscalização posteriormente.

Destaca-se que as condutas investigadas eram praticadas de forma clandestina, sem o conhecimento nem a participação da administração portuária, nem das empresas responsáveis pelas cargas lícitas.

Durante as buscas foram apreendidos lacres de contêineres e insumos utilizados em sua falsificação, como lixas, ácidos e telas de serigrafia.

O investigado foi preso em flagrante, por receptação qualificada. Com ele foi encontrado uma motocicleta com alerta de roubo, além de insumos e ferramentas utilizadas na falsificação de placas e renumeração de chassis.

Informações da Comunicação Social da PF no Paraná