Pinhais é indicada para Certificação da Eliminação da Transmissão Vertical do HIV

O Município de Pinhais recebe visita técnica da Comissão Nacional de Validação (CNV) do Ministério da Saúde nos dias 14 a 16 de setembro. A ação faz parte de um processo para a Certificação da Eliminação da Transmissão Vertical do HIV e do Selo de Boas Práticas rumo à Eliminação da Transmissão Vertical da Sífilis. As medidas oficiais refletem a qualidade da assistência no pré-natal, parto, puerpério e acompanhamento da criança, reconhecendo o processo de trabalho no território e por todos os técnicos e gestores envolvidos.

São elegíveis à certificação, municípios com mais de 100 mil habitantes e que atendam a critérios estabelecidos pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Entre esses critérios estão a taxa de detecção de HIV inferior a 0,3 casos por mil nascidos vivos e proporção anual inferior a 2% de crianças expostas ao vírus que soroconverteram (quando tornam-se positivas para o HIV).

Na tarde desta quarta-feira (14), as profissionais da CNV e representantes da Secretaria de Estado da Saúde (SESA) estiveram em reunião com a prefeita Rosa Maria, a secretária municipal de Saúde, Adriane Carvalho, gestoras da pasta e a diretora do Hospital Maternidade e UPA de Pinhais, Cristina Grolli. A ocasião teve como objetivo a apresentação de cada profissional, além de uma exposição sobre o município à comissão.

A visita cumpre cronograma orientado pela SESA e construído pela Secretaria Municipal de Saúde, em que as equipes da CNV entrevistam gestoras do município, unidades de saúde, o Laboratório Central de Pinhais, o Hospital Maternidade, entre outras tarefas do protocolo estabelecido pelo Ministério da Saúde. A secretária de Saúde, Adriane Carvalho, diz que “a indicação do município de Pinhais pela equipe da Secretaria de Estado, reflete todo um processo que a gente já vem trabalhando e que levou a esta possível certificação. Através destes três dias, irão fazer toda essa avaliação, e aí podemos ter a validação das ações que fazemos aqui”.

Segundo memorando emitido pela Divisão de Doenças Crônicas, Vigilância Epidemiológica e Direção da Atenção e Vigilância em Saúde da SESA, Pinhais pode ser o terceiro município do Paraná a receber a Certificação da Eliminação da TV do HIV, e o quarto a nível nacional. A capital Curitiba havia recebido em 2017, Umuarama e São Paulo (SP), em 2019.

A SESA afirma ainda, por meio da Divisão de Doenças Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis (DCIST), que desenvolve ações de prevenção e promoção objetivando alcançar as metas de eliminação da Transmissão Vertical do HIV, Sífilis e Hepatite B, em consonância com as diretrizes do Ministério da Saúde, alinhado à Estratégia Global do Setor de Saúde sobre HIV e Sífilis da Organização Mundial da Saúde (OMS) bem como os objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) visando a eliminação de doenças e agravos de importância para a saúde pública no Brasil até 2030.

Na reunião de quarta (14), a prefeita Rosa Maria exaltou o trabalho das equipes do município e agradeceu a presença das profissionais que cumprem o processo de validação. “No final das contas o que nós precisamos fazer é atender bem a pessoa que está lá na ponta, sobretudo dessa temática que entendo como muito importante, no sentido da prevenção, de ir zerando essa situação tão grave que o país ainda tem. Então Pinhais se sente muito feliz em recebê-las, todas aqui, cada uma a seu modo, nessa contribuição para a melhoria da Saúde, que é um dos maiores desafios dos gestores públicos do Brasil”, declarou.

*Com informações do Ministério da Saúde

As informações são da Prefeitura de Pinhais.