Museu em Piraquara preserva as memórias da hanseníase e do Hospital Colônia São Roque

Será inaugurado em Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, na próxima quarta-feira (16), o MUSAR – Museu São Roque, dentro do atual Hospital de Dermatologia Sanitária do Paraná. Um dos prédios históricos do complexo, construído na década de 1940, foi revitalizado para preservar e expor todo o acervo e a memória do tratamento de hanseníase no antigo “leprosário” São Roque, que foi um dos maiores hospitais colônias do sul do Brasil, fundado em 1926.

Criado inicialmente para o tratamento de pessoas acometidas pela hanseníase, o São Roque abrigou cerca de 1.300 pacientes, em uma área de mais de 20 alqueires, com edificação de mais de 20.000m². Funcionou como uma cidade independente, onde contava com igreja, prefeitura, correio, cinema, mercado, cadeia e residência de pacientes e funcionários.

O projeto do MUSAR foi viabilizado por meio da parceria entre a Prefeitura de Piraquara e a Fundação Estatal de Atenção em Saúde do Paraná (FUNEAS), vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (Sesa). O município cedeu os profissionais técnicos de museologia e designer gráfico responsáveis pela pesquisa e ambientação do local, além dos painéis. Já o estado, ficou responsável pela cessão e revitalização do prédio histórico e a disponibilização do acervo.

O MUSAR é o primeiro museu do Paraná que retrata a memória e o avanço do tratamento de hanseníase no Paraná, além da cultura de hospitais colônia para esse fim, também conhecidos como os antigos leprosários. Tem por objetivo oportunizar par a população e a comunidade acadêmica acesso a um rico patrimônio cultural, histórico e de pesquisa sobre saúde pública.

Serviço

Inauguração MUSAR

Inauguração: 16 de março de 2022

Hora: 14 horas

Local: Hospital de Dermatologia Sanitária do Paraná – São Roque

Endereço: Avenida Brasília, nº 115, Jardim Esmeralda, Piraquara