Prefeitura de Curitiba fiscaliza ferros-velhos irregulares

Seis espaços de compra e venda de materiais recicláveis (sucatas e ferros-velhos) que estavam funcionando de forma irregular no bairro Boqueirão foram notificados pela Prefeitura de Curitiba. Os locais foram vistoriados na manhã desta quinta-feira (21), em mais uma etapa da Operação Retináculo. 

Todas as empresas apresentaram irregularidades como armazenar materiais em locais impróprios e não possuir alvará para funcionamento, entre outros problemas. Os proprietários foram instruídos a regularizar de imediato a situação junto aos órgãos municipais.

A ação conjunta é comandada pela Secretaria de Defesa Social e Trânsito, com a Guarda Municipal e o Departamento de Inteligência, e contou ainda com as secretarias municipais do Urbanismo e do Meio Ambiente e representantes da Administração Regional do Boqueirão.

Combate ao crime

A Operação Retináculo tem como objetivo coibir o crime de receptação de materiais furtados que são patrimônio da Prefeitura de Curitiba, como grades de bueiros, fiação elétrica, cabos de comunicação, tampas, floreiras e materiais do mobiliário urbano.

“Essas ações são feitas de forma rotineira em bairros das dez administrações regionais. A presença das forças de segurança, como a Guarda Municipal, inibe crimes como furtos de materiais públicos da Prefeitura”, explicou o secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, Péricles de Matos.

Esta é a sexta etapa da operação. As ações já passaram pelos bairros Pinheirinho, Santa Felicidade, Portão, Ganchinho e CIC.

Quatro homens já foram presos pelo crime de receptação durante as vistorias da Prefeitura.

Informações da Prefeitura de Curitiba