Produção industrial do Paraná registra maior crescimento do ano em maio

Maio foi um mês positivo para a produção industrial do Paraná. Dados divulgados nesta sexta-feira (8), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontam que o crescimento em relação a abril foi de 3,5%, resultado superior ao dos outros cinco estados mais industrializados do país (SP, RJ, MG, RS e SC) e também acima da média nacional, que registrou alta de 0,3%.

A recuperação em maio contribuiu para diminuir a trajetória de queda que vem ocorrendo no acumulado deste ano, atualmente em -2,6%. Até o mês passado, esse mesmo indicador era de uma retração de 3,7%. E na variação mensal (contra março), a produção da indústria havia encolhido 4,1%. Na comparação com maio de 2021, o setor registra crescimento de 1,5% no estado, assim como nos últimos 12 meses, com alta de 0,6%.

Para o economista da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), Evânio Felippe, o resultado de maio contribuiu para que a trajetória de queda no ano fosse reduzida. “Foi o maior crescimento do ano na indústria do Paraná até agora. Uma das explicações é a injeção de recursos do saque extraordinário do FGTS, liberado pelo Governo Federal, que estimulou o consumo das famílias, impactando os setores de comércio e serviços e, consequentemente, demandando mais produtos da indústria”, explica.

Até abril, tanto comércio quanto serviços apresentavam resultados negativos em seu desempenho. “Uma das causas é que mesmo com uma certa melhora na empregabilidade, a renda média do trabalhador caiu 10% no Brasil este ano. Isso influencia na atividade de consumo e as pessoas passam a priorizar a compra do essencial, adiando a aquisição de bens e produtos não essenciais”, avalia o economista.

Informações da Agência Fiep