Saiba como proteger hidrômetro para evitar danos ao equipamento em dias frios

A onda de frio intenso sentida nesta terça-feira (17) pelos paranaenses antecipa a necessidade de alguns cuidados com o hidrômetro. As baixas temperaturas podem provocar o congelamento da água na tubulação e até romper os equipamentos que fazem a medição do consumo de água.

De acordo com o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), a predominância de uma massa de ar polar sobre o estado continua baixando as temperaturas em muitas cidades, inclusive com possibilidade de geada e de chuva congelada no Sul paranaense.

Por isso, a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) orienta os clientes a tomarem algumas precauções para que o hidrômetro não seja danificado, evitando transtornos como vazamentos, desabastecimento ou a necessidade de troca do equipamento.

A proteção do hidrômetro pode ser feita de forma bem simples, com uso de caixa de papelão, plástico, lona, madeira ou outros tipos de materiais que impeçam o acúmulo de gelo sobre o ele e o encanamento exposto, desde que não fiquem em contato direto com a estrutura.

O material deve ser de fácil remoção para que o leiturista possa fazer a medição do consumo.

Frio

Segundo o Simepar, o frio deve continuar intenso nos próximos dias, apresentando maior probabilidade de geadas na sexta-feira (20) e no sábado (21). Para esta quarta-feira (18), está prevista temperatura mínima de 1º C em Telêmaco Borba. Em Ponta Grossa, Castro, Irati, Inácio Martins, Palmas, Guarapuava, União da Vitória e Jacarezinho, a mínima prevista é de 2º C. Em Londrina, Apucarana, Pinhão e Laranjeiras do Sul, os termômetros devem registrar temperatura mínima de 3ºC, e de 4ºC em Curitiba, Maringá, Cascavel e Pato Branco.

Informações da Agência Estadual de Notícias