Sem chuva há duas semanas, nível dos reservatórios segue dentro da normalidade

Há cerca de duas semanas o tempo seco predomina no Paraná. Em Curitiba, o último registro de chuva foi no dia 26 de junho, de acordo com o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar).

Sem chuva, uma preocupação é o nível dos reservatórios que abastecem a capital e Região Metropolitana. No entanto, segundo informações da Sanepar, o nível médio dos reservatórios está em torno de 90%, dentro da normalidade.

Das quatro barragens que abastecem Curitiba e região, a Sanepar informa que entre três delas: Iraí, Piraquara I e Piraquara II e as estações de tratamento de água Iguaçu e Iraí, há a Bacia Incremental, ou seja, rios que, por estarem com boa vazão, são suficientes para o abastecimento. Nesse caso, a Sanepar fecha a saída de água dessas três barragens, armazenando toda a água.

Já na barragem do Passaúna, que geralmente apresenta nível menor, há uma captação direta que envia água para estação de tratamento Passaúna, ou seja, a água que entra é a água que sai. Por isso, o nível dessa barragem fica mais baixo que as outras.

Segundo a Sanepar também é necessário considerar o tamanho das barragens. Passaúna tem capacidade de 48 bilhões de litros de água, mais do que a soma das barragens de Piraquara I e de Piraquara II (juntas, somam 44 bilhões).

Quanto ao retorno das chuvas, a previsão do Simepar é de precipitação na terça-feira (12). Conforme a previsão, na segunda-feira (11) a frente fria começa a avançar no Paraná. Nas regiões oeste e sudoeste há previsão de chuva durante a noite de segunda.

Já na terça-feira, a chuva retorna para boa parte do estado.