“O que eu fiz foi em legítima defesa”, diz mulher que matou marido após ser agredida na RMC

O programa Tribuna da Massa entrevistou Sueli Lopes, 28 anos, acusada de matar a tiros o marido Marcelo Nunes dos Reis, 34 anos, na madrugada desta sexta-feira (23), no bairro Várzea, em Tijucas do Sul.

“O que eu fiz foi em legítima defesa”, disse Sueli. Ela contou que casou com Marcelo quando tinha 11 anos e que estava sendo agredida no momento em que efetuou o disparo. De acordo com o depoimento, Sueli conseguiu pegar a arma de Marcelo quando ele se virou para bater na filha do casal, 11 anos, que tentou intervir na briga e defender a mãe.

O delegado Fabio Machado, responsável pelo caso, relatou que Sueli contou que a briga começou em um churrasco. O casal estava na casa de um amigo e Marcelo começou a sentir ciúmes da mulher. Eles foram embora e, ao chegar em casa, o homem começou a bater nela.

Sueli afirmou ao delegado que sofria agressões constantes, mas que nunca fez um boletim de ocorrência por sentir medo, já que o casal morava em uma chácara afastada de outras casas. Apesar de não ter nenhum registro, segundo o delegado há testemunhas que já presenciaram a violência doméstica.

A Polícia Militar encontrou outras quatro armas de fogo na residência do casal, todas de propriedade da vítima. Segundo Sueli, o marido já havia a ameaçado com todas as armas.

Sueli foi autuada em flagrante por homicídio. A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar o caso.